Maria Lobo do -Blog da Ratolinha-Maria Lobo, nasceu, vive e trabalha em Vila Nova de Gaia, Portugal. Administrativa de profissão, Maria é casada e é a autora do Blog da Ratolinha.

« O “Blog da Ratolinha” existe desde 2009 e é um espaço onde se pode encontrar de tudo um pouco, desde as receitas mais simples às mais elaboradas, como também alguns trabalhos em ponto de cruz.
Adoro fazer de tudo, mas os bolos e a doçaria são a minha perdição. Gosto, sobretudo, de inventar, de pegar numa receita e alterá-la ao meu gosto. Mas o meu maior prazer é ver deliciar-se quem prova as minhas criações, assim como quando alguma seguidora experimenta uma receita e me envia a foto do seu feito, com orgulho. Tudo isto enche-me o coração. »

O PetitChef foi saber mais sobre esta deliciosa blogger. Não perca pitada.
  • Cozinha desde que idade e porque continuou a cozinhar ? Alguém lhe ensinou ?
A minha mãe é uma excelente cozinheira. Quando era criança, enquanto ela cozinhava, eu estava sempre a “cuscar”. Depois, quando já era mais crescida, ajudava-a e foi assim que comecei a cozinhar.
Na altura, a minha mãe ajudava a minha avó (que era “doceira”) a fazer bolos para aniversários e casamentos e eu ía com elas por arrasto, para não ficar sozinha em casa. Obviamente, os meus olhos devoravam tudo o que era feito. Volta e meia, a minha avó deixava-me bater umas claras em castelo, estar ao fogão a mexer a calda de açúcar para fazer ovos moles, mas mais nada do que isso. No entanto, ficava encantada a ver os bolos saírem do forno tão bonitos e serem enfeitados. Só não gostava da parte final que era arrumar a cozinha, com toneladas de coisas para lavar. Se calhar, vem daqui a minha preferência pela doçaria.

  • Como e porque teve a ideia de colocar as suas receitas num blog ?
A ideia de criar o blogue surgiu com a aquisição de uma máquina fotográfica digital básica. Aliada ao gosto de cozinhar e de bordar ponto de cruz, nasceu o blogue como forma de partilhar e dar a conhecer as minhas experiências culinárias e trabalhos em ponto de cruz. Na realidade, na altura foi uma experiência no estilo “deixa ver no que dá”, mas que acabou por ser um escape da rotina do quotidiano às adversidades com que me deparava na altura a nível de saúde, pois enquanto estou entretida a fazer um bolo ou um delicioso lombo assado, digamos que estou no meu momento zen.

  • Porquê Ratolinha?
De facto, é um nome que em nada se relaciona com a cozinha. Como estou sempre a ouvir “que cara de rato!” ou “deves ter sido rato noutra vida…” devido às minhas expressões faciais e, olhando para algumas fotos minhas de quando era pequena, a verdade é que a expressão de “Ratola” está lá!
Daí, o nome Ratolinha (porque é mais fofinho…), ao invés de Ratola.

  • O que -Cozinhar- significa para si ?
Cozinhar para mim é um prazer, é como colocar uma pitada da minha essência em tudo o que cozinho, e que acaba por ser uma forma de relaxamento, de bem-estar interior.

  • Tem outras paixões além da culinária?
Além da culinária gosto de ponto de cruz e fotografia (que nunca explorei).

  • Conte-nos um momento engraçado que se tenha passado enquanto cozinhava.
No início do blogue fiz uns pastéis de nata (que constam no mesmo) e resolvi polvilhar com canela em pó, antes de tirar foto. Tudo muito bem até dar uma trinca num e verificar que, em vez de canela, coloquei cominhos ahahah
Lá tive que estar a tirar a parte de cima de todas as natas, para não ter de as deitar fora.

  • Qual foi a pior receita que fez ? O que correu mal ?
Correu-me mal a 1ª vez que fiz o doce maravilha (que está no blogue). Segui a receita, mas o creme talhou. Foi para o lixo. A 2ª vez que fiz, alterei a receita e ficou uma maravilha. Não considero a pior receita, pelo contrário, só correu mal.

  • Um conselho a dar aos apaixonados de culinária ?
Como qualquer apaixonado, entreguem-se à paixão de corpo e alma.

  • Na sua cozinha não pode faltar ... ?
Na minha cozinha não pode faltar ovos, farinha, açúcar, chocolate, manteiga, tudo o que é necessário para fazer um bolo de repente, se me apetecer.


Não é linda a nossa Maria? Só dá mesmo vontade de a seguir, a ela e às suas receitas. Então encontre-a no Blog, no Facebook, no Google+ e no Instagram. Pode ainda ver todas as receitas da Maria no perfil PetitChef e algumas aqui em baixo: