Gastronomia do Distrito de FaroTerra de orgulhosos moradores e de passado turbulento, Faro sempre tem mais um pouco a oferecer a quem acha que já conhece os seus segredos. Por toda a região encontram-se muralhas e arcadas centenárias que provam o longo assentamento humano nessa terra. São muitas as belezas naturais e arquitetônicas em Faro, mas algumas delas exercem mais atração como a Ilha da Culatra e o seu farol, a rebuscada Igreja de São Lourenço de Almancil e a Igreja Matriz de Estoi.

Com um vasto litoral, o Distrito de Faro atrai imensos turistas, que não apenas se concentram nas praias, mas também nos bares, clubes e ótimos restaurantes de comidas típicas.

Comer bem significa viver bem, e no Distrito de Faro a vida é maravilhosa. Com as suas vastas terras do interior e longa costa marítima, a gastronomia da região tem com base produtos frescos do mar e do campo. As Cataplanas de Peixe e Mariscos e a Sopa de Lingueirão são bastante populares, e é sempre fácil devorar essas delícias nos estabelecimentos tradicionais da região. Canja de Conquilhas, Estupeta de Atum (cru e em conserva), Papas de Xarém, Ervilhas com Ovos à Algarvia, Coelho frito, Raia Alhada, Assadura à Monchique, Choquinhos à Algarvia são outros pratos sofisticados de Faro, que já ganharam renome além de suas terras.

A gastronomia de Faro não é só para quem gosta de frutos do mar. Para completar toda esta riqueza de sabores, os doces à base de frutas secas como amêndoas, figos e alfarrobas estão presentes nas sobremesas e lanches. Os mais famosos entre essas delícias são os Dom Rodrigos, doces feitos com ovos, açúcar e amêndoas embrulhados em papel colorido, e as curiosas Gargantas de Freira, com delicados fios de ovos enrolados com cobertura de hóstia. Há também o Colchão de Noiva, o Bolo Tacho, Marzipã (bolinhos de origem árabe), Estrelas de Figo e Amêndoa, entre outros, que encantam os turistas e os habitantes.

Maravilhas e delícias sem fim.