Gastronomia do Distrito de BejaO Distrito de Beja, situado entre a costa Atlântica e Espanha, tem um contraste paisagístico deslumbrante e único. As muralhas da antiga cidade são apenas um exemplo das jóias arquitetónicas que o maior Distrito de Portugal oferece. Entre os vários Castelos, Pontes, Torres, Capelas, Igrejas, Muralhas, se é amador de História, não poderia estar melhor servido. Todas estas relíquias contam um pouco da história da cidade com muito charme.

E por falar em servido, o que não falta neste Distrito é a gastronomia, de influência mediterrânica. É daqui que saem alguns dos mais finos produtos derivados da oliveira, especialidade da cidade, assim como a produção de trigo.

Tanto as ruas estreitas da parte velha como as que compõem o novo traçado guardam delícias da gastronomia que já ultrapassaram as fronteiras do distrito. Pratos típicos como as Migas com Entrecosto, o Ensopado à Pastora, a Sopa de Beldroegas ou as Favas Guisadas.
Nas sobremesas, a doçaria conventual deste Distrito é das mais ricas de Portugal. Temos as Maltesinhas, as Queijadas, o Toucinho-do-céu, os Pastéis de toucinho, as Trouxas-de-ovos e não se fica por aqui.

Beja produz ainda especialidades como o Presunto de Barrancos, Mel de Alentejo, o Paio de Beja, Chouriço de Carne do Baixo Alentejo, Queijo de Serpa, Carne de Porco Alentejano, Linguiça e o Borrego do Baixo Alentejo, sucessos absolutos de eventos como Ovibeja, uma feira da produção agrícola regional que acontece todos os anos e que é uma ótima oportunidade para provar todas essas e outras delícias gastronômicas locais.