Gastronomia do Distrito de SantarémÉ inegável que o Distrito de Santarém é um dos mais icónicos e visitados de Portugal. Não tivesse ele um dos 3 F's de Portugal (Fado, Futebol e Fátima), a atração religiosa mais popular do país. Todos os anos a cidade (Ourém) acolhe milhares de crentes e turistas, mas neste Distrito existem outras igrejas, como a Igreja da Graça, que abriga o túmulo do navegador Pedro Álvares Cabral. As Portas de Santarém, com suas imponentes muralhas e visão panorâmica, também são a visitar. Mas, no meio de tanta construção histórica, os restaurantes guardam as melhores surpresas da gastronomia secular deste Distrito.

Assim como em quase todos os Distritos de Portugal, a culinária de Santarém é rica em peixe, recebendo destaque a Açorda de Sável, a Sopa de Peixe do Rio e a Fataça na Telha, pratos bem temperados. O Bacalhau também está presente, e um dos modos mais tradicionais de comê-lo é em Magusto, cuja base são castanhas assadas. Novilho espetado em pau de loureiro faz sucesso entre moradores e turistas, que também não dispensam a Carne de Porco, e as Favas com Entrecosto, sempre com lugar privilegiado nas mesas das tascas e grandes restaurantes.

Para dar mais sabor à sua gastronomia, Santarém é farta em doces tradicionais. Com receitas à base de ovos, açúcar e amêndoas, os Queijinhos do Céu, os Arrepiados de Almoster, as Celestes de Santa Clara e o divino Pampilho encontram-se em todas as pastelarias.

Como prova da excelência da sua rica culinária, Santarém sedia todos os anos o Festival Nacional de Gastronomia, um evento que atrai pessoas do mundo todo que já apreciam ou querem apreciar as delícias da cidade e de Portugal.