Pastéis de Nata, especiaria a ser apreciada sem moderaçãoTípico prato da cozinha portuguesa, os Pastéis de Nata são uma delícia de aguçar o apetite e a curiosidade - sim, porque a receita original mesmo é um segredo exclusivo da Fábrica dos Pastéis de Belém, em Lisboa. Nem por isso deixa-se de fazê-los, principalmente quando percebe-se que o doce encanta os mais distintos paladares desde 1837, quando os monges do Mosteiro dos Jerônimos, próximo a Belém, começaram a vendê-los como forma de arrecadar dinheiro. Rapidinho a guloseima caiu no gosto popular, atravessando mares e conquistando oceanos.

Fáceis de fazer e melhores ainda de saborear, os Patéis de Nata são uma sobremesa fina, que cai bem com licores e encerra a refeição de forma suave, sem deixar aquela sensação de peso. Tradicionalíssimos, os Pastéis de Nata frequentam as melhores casas e confeitarias especializadas em doces, mas também podem ser facilmente produzidos por quem tem na arte de cozinhar e bem servir um de seus maiores prazeres.

Para fazer os Pastéis de Nata, um litro de nata deve ser misturado com 200g de açúcar, cinco gemas, uma casca ralada de limão e duas colheres de chá de farinha de trigo, e levado ao fogo até ferver, mexendo suavemente. Enquanto a mistura esfria, a massa folhada deve a ser aberta e forrar forminhas de empada, que nem precisam ser untadas. O creme já frio preencherá então as forminhas, que serão levadas ao forno quente até estarem dourados. Depois é só desenformar, polvilhar açúcar e canela, e servir ainda quentinho.

Dicas legais ajudam a deixar os Pastéis de Nata ainda mais gostosos, realçando seu sabor, ou mesmo até mais fáceis de serem feitos. Quem quiser agilizar o tempo de preparo, por exemplo, pode usar a massa folhada comprada pronta, aquela encontrada nos supermercados. Já a nata pode ser substituída pelo creme de leite, sem prejuízo para o paladar.

Por outro lado e fechar a refeição com chave de ouro, vale a pena realçar o sabor da iguaria com uma bebida apropriada. Além do tradicional café, quem quiser dar um toque a mais pode ousar uma combinação muito especial: os Pastéis de Nata harmonizam perfeitamente com generosos vinhos portugueses, como Madeira ou Porto. Servido?