Petitchef
Criar Novo Registo
Palavra-passe esquecida ?  
PETITCHEF
Pesquisa avançada

'

Pitos de Santa Luzia

De (Visitar o site)
(4.32/5 - 22 votos)

5 comentários


A minha sogra, que vive em Vila Real, veio cá pasar o fim de semana para ir à festa de Natal do meu "princeso". Sim, aquela em que tenho o papel de Pinguim. Já agora, o "fato" de Pinguim já está feito. Muito obrigada pelo vosso apoio moral!

Continuando...
Mal ela entra cá em casa estende uma caixinha e diz: Tome lá! Hoje é dia de dar o Pito!
É verdade meus amigos: dia 13 de Dezembro, dia de Santa Luzia é dia de dar o Pito. E aqui está o Pito:



OK! Eu explico:


Neste dia de Santa Luzia, em Vila Real, manda a tradição que as raparigas da cidade ofereçam o pito aos rapazes seus eleitos, para que no dia 3 de Fevereiro, dedicado, na liturgia, a São Brás, os rapazes, retribuam a oferta com a gancha.Para que não haja confusões, convém referir, que o pito é um bolo com recheio de doce de abóbora e, a gancha um rebuçado em forma de báculo bispal.
Os pitos de Santa Luzia foram inventados por Ermelinda Correia, que veio a ser mais tarde a Irmã Imaculada de Jesus, natural de Vila Nova em Vila Real. Esta rapariga tinha um defeito: era muito gulosa. Este facto obrigou seus pais a enclausurarem-na no convento de Santa Clara, na esperança de transformar o pecado em virtude.
A Irmã Imaculada tornou-se devota de Santa Luzia, padroeira dos cegos e das coisas da vista. Um certo dia estava a irmã a aplicar os curativos nos seus doentes (feridas, contusões e inchaços nos olhos), com uns pachos de linhaça, que eram uns quadrados de pano cru onde se colocava a papa, dobrando as pontas para o centro para não verter a poção - usados como pensos para os ferimentos, quando de repente teve uma visão!
Correu para a cozinha e fez a massa de farinha e água e cortou-a em pequenos quadrados. Tinha consigo o cibo do açúcar que lhe cabia na ração, e fez uma compota de abóbora. À imagem dos pachos dobrou a massa por cima da compota e levou ao forno a cozer. A seguir despachou-se a esconde-los, pois estava proibida de ser gulosa. A caminho cruzou-se com a madre superiora que era cega. A madre perguntou desconfiada, o que leva no tabuleiro, cheirando o perfume adocicado, a Irmã Imaculada, apressa-se a responder que são pachos de linhaça para os doentes do dia seguinte.
À noite na cela, a irmã Imaculada sossegou a alma, e não sequer se sentia culpada, pois sempre ouviu dizer que "do que não se vê, não se peca".

O dia 13 de Dezembro consagra à Irmã Imaculada de Jesus a criação destes doces regionais, e ainda hoje é celebrada esta tradição, na capela de Vila Nova.

Confesso que os adoro mas nunca os tentei fazer. Mas se quizerem experimentar o pito ou oferecer a alguem, encontram a receita AQUI.


Imprimer cette page
De Flor de Sal (Visitar o site)






Avaliar esta receita:

Comentários dos membrossdfsd:

1 / 5

Asserio a historia eu quero a receita

4 / 5

Ja provei e adorei.

5 / 5

São uns doces ótimos para não dizer excelentes.

4 / 5

Muito bom eu gosto muito mas eu queria a receita completa para eu experimentar fazer em casa agradeci que me manda se eu sei que a massa leva leite queria saber a quantidade certa e a quantidade certa de todos os ingridientes agradecia que puse se aqui no site se possivel obrigado.

5 / 5

Parabens e uma bela receita


Receitas semelhantes


Artigos relacionados

Pastéis de Nata, especiaria a ser apreciada sem moderaçãoPastéis de Nata, especiaria a ser apreciada sem moderação


Cooking Units Converter



Gostoso ou Nojento

Lasanha de carne à minha moda

Lasanha de carne à minha moda
nojento
gostoso