Petitchef
Criar Novo Registo
Palavra-passe esquecida ?  
PETITCHEF
Pesquisa avançada

'

Alimentação infantil

De (Visitar o site)
(1.86/5 - 7 votos)

1 comentário

Este texto é da Nutricionista Marcia Daskal e foi tirado interirinho daqui.

Num país de famintos e desnutridos, criança gordinha ainda é vista como criança saudável. Excesso de peso, porém, não é saúde. Epidemia é a palavra que os especialistas usam para descrever a obesidade infantil. Crianças em sobrepeso tendem a ser adultos obesos. Colesterol, hipertensão, diabetes e inconveniência social são alguns dos problemas que uma criança obesa vai enfrentar cada vez mais cedo na vida. Algumas vezes, antes mesmo de chegar à adolescência.

Vamos encarar os fatos: a criança conhece a maioria dos alimentos por meio dos pais, certo? Criança aprende a comer em casa. Se na sua casa sempre tem frutas, verduras e legumes mas seu filho é daqueles que não quer nem experimentar, pense em gastar mais tempo na educação alimentar dele. Isso envolve, inclusive, comer junto com a criança, em vez de delegar a função a babás e empregadas. Muitos pais reclamam que os filhos não aceitam comer coisas diferentes, mas oferecem sempre as mesmas coisas. ?Disso ele gosta?, e assim o espaço para experimentar novos alimentos durante a formação do paladar fica limitado. Criança que vê comida saudável à mesa (mesmo que não coma), cresce com aquele referencial de refeição, em vez do ?prato infantil?. Os pais são modelos alimentares. Pense em que imagem de comida pode ter uma criança que sempre vê os pais reclamando porque estão ?de dieta?.

Aproveitei a postagem coletiva contra a obesidade, que cai justamente um dia antes do Dia das Crianças, para falar sobre obesidade infantil. Vou sugerir algumas idéias para estimular seu filho (e o resto da família) a ter uma alimentação mais saudável. O intuito é transformar tudo numa grande brincadeira, pois a criança só consegue comer melhor com a sua ajuda e engajamento.

Na hora de ir às compras, peça a ajuda da criança. Escolham juntos novos alimentos. Se quiser mais animação, proponha algumas atividades. Por exemplo: - o dia da cor tal (quando serão priorizados alimentos daquela cor). No ?dia do laranja?, você pode procurar por cenoura, abóbora, manga; ?dia do verde?, vagem, ervilha, alface, maçã-verde etc. - uma variante é usar as letras do alfabeto para, naquela semana, servir em todas as refeições pelo menos 1 alimento com aquela letra. Alimentos com a letra B (beterraba, banana, bardana etc), alimentos com a letra M (melão, mexerica, mamão, macarrão). - placar de notas também funciona muito bem com os pequenos. Ao experimentar o alimento, cada membro da família coloca num placar uma nota ou uma a carinha feliz, normal ou triste, sinalizando se gostou ou não.

O dia das crianças é um ótimo momento para decidir investir mais na alimentação de seu filho. Se criar brincadeiras está um pouco fora do seu perfil, tente instituir refeições familiares conjuntas algumas vezes na semana. Pesquisas indicam que crianças e adolescentes que comem junto da família pelo menos 3 ou 4 vezes na semana apresentam menor IMC, menor consumo de álcool, drogas e cigarro, menores taxas de depressão e de comportamentos alimentares desordenados e, também, melhores notas na escola. Mesmo que continuem a não comer legumes.

Imprimer cette page
De Pra Ver e Comer (Visitar o site)






Avaliar esta receita:

Comentários dos membrossdfsd:

1 / 5

Orrivel


Receitas semelhantes



Cooking Units Converter



Gostoso ou Nojento

Macarons com ganache de chocolate

Macarons com ganache de chocolate
nojento
gostoso