Petitchef
Criar Novo Registo
Palavra-passe esquecida ?  
PETITCHEF
Pesquisa avançada

Chanfana

MENú DO DIA

Ver os menus antigos

Receber o menú do dia

'
De (Visitar o site)
(3.73/5 - 22 votos)

1 comentário

A chanfana é um prato regional da Beira Litoral. É um dos pratos tradicionais mais famosos, cozinhada nos caçoilos de barro preto do Olho Marinho concelho de Vila Nova de Poiares. Este concelho constituiu a Confraria da Chanfana e possui o registo da marca: Vila Nova de Poiares Capital Universal da Chanfana. O concelho de Miranda do Corvo é conhecido por ser a Capital da Chanfana que terá nascido em Semide. Em Vila Nova de Poiares, Miranda do Corvo, Lousã, Góis e outros concelhos desta região existem dois pratos únicos derivados da chanfana: a Sopa de Casamento e o Negalho.

Fonte: Wikipédia

Existe também uma história muito interessante da origem deste prato:
"Pasmem, pois parece que a chanfana, como grande parte da doçaria tradicional portuguesa nasceu num convento... mais precisamente no Mosteiro de Santa Maria de Semide, em Miranda do Corvo, e que o seu consumo só se generalizou após a 3ª invasão francesa.Como tinham que pagar foros, os agricultores e rendeiros dos coutos do Mosteiro, que também eram pastores, pagavam com cabras e ovelhas, e aproveitavam para se desfazer dos animais velhos, que já não davam leite nem se reproduziam (espertos...). As freiras, como não podiam sustentar tamanho rebanho, inventaram uma forma de conservar a carne já cozinhada, nas caves do mosteiro, durante todo o ano (tão engenhosas como os pastores...). Vinho não lhes faltava nos coutos, e a indústria do barro vermelho era florescente na região. A carne assada no vinho mantinha-se no molho solidificado durante meses.Só durante a 3ª invasão francesa, para evitar que os invasores roubassem o gado, as freiras terão divulgado a receita.De Miranda do Corvo se terá expandido a toda a região centro, e é também conhecida por ?Carne de Casamento?, por ser servida durante festas e ocasiões especiais como essa.Comida a chanfana, como tinha que se aproveitar tudo, surgiu a ?Sopa de Casamento?, feita com as sobras e o molho da carne, que se servia aos convidados no dia seguinte."

Fonte: Rapotacho

Durante alguns anos vivi em Arganil, e lá conheci este prato, que é deveras delicioso. Era principalmente feito para os almoços de Domingo. Quando vim viver para a zona de Setubal, ainda procurei em talhos se havia carne de cabra velha á venda, mas ninguem tinha. Na altura a minha mãe resolveu inventar um bocado, e eu segui-lhe o rasto. Começamos a usar outras carnes, embora feito da mesma maneira. Já comi feito com borrego, vaca, peru, porco... só vos digo que seja de que maneira for, é sempre bom.

Este fim de semana fiz, com carne de porco... alguns amigos meus inclusivé já a batizaram por "Porcana" eheheh...

A minha receita é:


Ing.

Carne de porco
2 cebolas
4 dentes de alho
5 cravinhos
2 folhas de louro
Vinho tinto
Azeite
Banha (não pus)
Colorau
Sal
Pimenta

Cortar a carne de porco (usei da pá) em pedaços medios, e temperar com a cebola cortada em meias luas, os alhos picados, os cravinhos, louro, sal, colorau e pimenta. Cobrir com o vinho tinto e deixar marinar de um dia para outro (eu deixei 2 dias)

Colocar a carne dentro de um caçoilo, juntamente com a marinada (convem que a carne fique quase coberta com o vinho tinto), juntar azeite, banha e levar a forno pré aquecido a 180º durante 1h, no fim deste tempo virar a carne e baixar a temperatura do forno até aos 150º (+-). Deixar assar durante mais 1h sensivelmente, até a carne estar macia.
Acompanhar com batata cozida



Também é costume por presunto em tirinhas e salsa, no momento em que a carne vai ao forno, no entanto eu nao pus.










Imprimer cette page




Avaliar esta receita:

Comentários dos membros:

3 / 5

Gostei, já fiz


Receitas semelhantes



Cooking Units Converter



Gostoso ou Nojento

Pudim de laranja

Pudim de laranja
nojento
gostoso